Skip to main content

Diário das Flaminguetes – Mariana C. e a moda plus size

Mariana nos mandou uma mensagem contando um pouco do seu histórico, sua experiência na Flaminga e com moda Plus Size. Um depoimento sincero, lindo e muito inspirador!

Sempre recebemos mensagens lindas de diversas Flaminguetes que nos enchem de alegria e nos incentivam a melhorar a Experiência Flaminga. Estes recadinhos nos motivam a preparar nossa loja  com mais praticidade e satisfação para cada uma de vocês.
E essa semana recebemos além da foto de um look super legal da Flaminga uma mensagem incrível de uma cliente muito fofa, a Mariana. Ela contou um pouco da sua história, sua relação com moda plus size e sua experiência com a Flaminga nos deixando super orgulhosas do que fazemos! Além do relato no Facebook ela nos mandou um email acrescentando: “Descobri a Flaminga há uns 2 meses, amo de paixão o que vocês tem – principalmente a BOLD <3 , e tenho me sentido muito mais bonita (e confortável) depois que aprendi a comprar roupas plus size”.

Achamos tão lindo que resolvemos compartilhar em nossas mídias sociais e vááárias pessoas se identificaram com o depoimentos dela. E foi a partir daí que resolvemos abrir esta sessão do Blog, o Diário das Flaminguetes!  Aqui iremos juntar o depoimento de todas vocês criando um arquivo cheio de carinho!

O depoimento de hoje é da Mariana, o próximo pode ser o seu!

Mariana_Diario“Fiz minha primeira dieta com 8 anos.

Fui uma criança bem gordinha, uma adolescente cheinha (que eu considero super magra quando lembro que tinha a mesma altura e usava 2 manequins a menos, rs) e, hoje, sou uma adulta que luta contra a balança, talvez sempre seja.

Já tive blog, já estabeleci metas, já fiz aposta com minha mãe, fiz detox, tive outro blog, fui em nutricionista funcional, nutricionista esportivo, nutricionista ortomolecular, amigos do peso, herbalife, fiz atckins, sopão, tomei remédio, tudo.

Todas as dietas existentes já passaram por aqui e não tenho nenhum problema com elas. Meu “problema” é que comer é um prazer pra mim e eu não me culpo por isso.

Não tem nada mais gostoso que passar a tarde cozinhando com os amigos, que fazer um jantar com o namorado, que ficar em volta da mesa com a família no domingo, que encontrar as amigas pra cerveja e petiscos no final do expediente, que comer pipoca no cinema.

É importante saber equilibrar, claro, mas também é importante saber viver.

Sei que muita gente quando vê um gordo na rua e pensa: ó, que dó! Poxa, mas não é saudável!

Eu, particularmente, não passo um dia sem salada, sem frutas, sem 3 litros de água. Pratico yoga, tô sempre no parque correndo, amo minha bicicleta.

Meu maior problema, hoje em dia, não é colesterol, risco de diabetes ou algo do tipo. É o stress. Stress que está diretamente relacionado à minha dificuldade em seguir padrões – e não tem nada a ver com minha auto imagem, mas com o papel que ocupo no mundo.

Fui ao endocrinologista e meu diagnóstico foi: você deveria cuidar da sua cabeça e do seu coração.

Preciso, sim, perder peso, mas não é minha questão mais urgente e não é o que mais me incomoda.

Nesse aspecto, o que me incomoda é não encontrar uma calça jeans em uma loja “normal” – que inclui a loja maravilhosa dos meus pais, infelizmente.

Quem usa manequim acima do 42 sabe como é. Um parto. O mundo decidiu que só existam 3 tamanhos: P, M, G – e quem não se enquadre que encontre um alfaiate.

Acho um absurdo não poder estar bonita, não ter essa opção e ter que ficar ‪#‎chatiada‬ toda vez que vou atrás de uma roupa nova (ou cheia de bolsas, sapatos e maquiagem, rs).

Nunca tive preconceito com “loja de gorda” (até porque sou o público alvo) e, um dia desses digitei no google “melhores lojas pluz size”.

Encontrei UM MONTÃO de coisa bonita e ontem chegou um lote que arrematei na black friday.

O resultado tá aí na foto: usar roupa do seu tamanho faz com que você, sequer, pareça gorda (tô me achando magra, não me julguem, rs).

Saí de casa me sentindo linda e acho que eu merecia me sentir assim todos os dias, mesmo usando manequim 46.

Não é errado não ser igual.


 

Mande pra gente sua história e seu Look Flaminga para atendimento@flaminga.com.br ! Vale confissões, vale elogios recebidos, vale aquela história legal e engraçada, vale contar daquele dia que “você se achou”, vale contar sobre mudanças, descobertas, conquistas, desabafos e tudo que você quiser. E claro, muitas imagens com looks Flaminga!

Lembre-se que a sua história pode ajudar a melhorar a história de outras pessoas!

Beijocas, Flaminga <3

Leia Mais